sábado, abril 13, 2013

Resenha: Orgulho e Preconceito de Jane Austen

Título: Orgulho e Preconceito
Autor(a): Jane Austen
Páginas: 469
Avaliação: ★★★★★
Jane Austen inicia Orgulho e Preconceito com uma das mais célebres frases da literatura inglesa: "É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro e muito rico deve precisar de uma esposa". O livro é o mais famoso da escritora – traz uma série de personagens inesquecíveis e um enredo memorável. Austen nos apresenta Elizabeth Bennet como heroína irresistível e seu pretendente aristocrático, o sr. Darcy. O enredo aborda múltiplos aspectos: o orgulho encontra o preconceito e a ascendência social; equívocos e julgamentos antecipados conduzem alguns personagens ao sofrimento e ao escândalo. Porém, muitos desses conflitos da trama conduzem os personagens ao autoconhecimento e ao amor. O livro pode ser considerado a obra-prima da escritora que, com sua refinada ironia, equilibra comédia e seriedade a uma observação meticulosa das atitudes humanas.
Elizabeth Bennet não é como as outras mulheres. Muito pelo contrário. Ela é inteligente e usa essa inteligência ao seu favor, sem falar que abomina tudo o que é fútil e sempre vê as pessoas pelo pior lado, evitando, assim, se decepcionar futuramente. Mas essa inteligência não livra Elizabeth de um grande amor, o qual nem ela mesma sabe que sente.

Quando o sr. Bingley se muda para Netherfield, a família de Elizabeth fica em polvorosa. Sua mãe, a sra. Bennet, quer porque quer casar todas as suas filhas com homens ricos, sem se importar com o amor, apenas com o dinheiro. Ignorando tudo isso, Elizabeth começa a torcer para que Jane, a irmã, consiga conquistar o coração do sr. Bingley, já que, aparentemente, estão ambos apaixonados. Porém, o que Elizabeth não esperava era que o sr. Darcy, amigo do sr. Bingley, se apaixonasse por ela.

Isso é ruim, extremamente ruim, pois Elizabeth abomina aquele homem mais do que tudo. O acha orgulhoso e arrogante, e, depois de algum tempo, quando Darcy não resiste e a pede em casamento, ela lhe revela toda a sua repulsa e acaba revelando que sabe coisas sobre Darcy que ele nunca imaginou. Ele, porém, é inocente das acusações, exceto uma, a qual só fez porque achou que era o certo.

Passado um tempo, Elizabeth volta a se encontrar com Darcy algumas vezes e então começa a perceber que nutre por ele alguma coisa intensa, a qual desconhece, mas suspeita que seja amor. O sr. Darcy, ainda nutrindo fortes sentimentos por Elizabeth, dá o máximo de si para mudar e se tornar um homem melhor, o qual consiga conquistar Elizabeth, e, para isso, faz coisas que a grande maioria dos homens nunca faria por amor.

Sem perder as esperanças, ele espera que, algum dia, Elizabeth comece a amá-lo como ele a ama e, quando esse dia finalmente chega, Darcy não perde tempo e, por incrível que pareça, os dois que anteriormente se odiavam, agora se amam imensamente.

Creio que todos sabem que eu odeio romances, ainda mais aqueles melosos que dão até náusea, mas, por incrível que pareça, eu amei esse aqui. Não sei se foi porque a escrita de Austen é magnífica ou porque a história não contém toda aquela melosidade que podemos encontrar nos romances que são moda ultimamente.

Acredito que encontrei o tipo de romance certo para mim: os clássicos. Sinceramente, acho que não existe outro tipo de romance que tenha as medidas certas de mel e, como antigamente o romance era muito mais valorizado, as histórias não são bobas e nem extravagantes, são básicas num quesito perfeito. Sem ser de mais ou de menos.

Se você parar para pensar, os homens daquela época eram muito mais educados do que os de hoje, e isso é obvio pelo modo com que as autoras de clássicos os descrevem. Eles valorizavam a mulher, sua beleza, sua inteligência – acima de tudo a inteligência, ou, pelo menos, a maioria valorizava –, tudo. É claro que o fato de elas não terem liberdade para certas coisas era triste, mas pelos menos elas tinham a admiração dos homens, o respeito deles. O que, cá entre nós, é difícil de encontrar na atualidade.

Descobri ao ler esse livro uma autora fenomenal, arrebatadora e de uma ironia incrível. Sim, estou apaixonada pela Jane Austen e sim, quero muito ler todos os seus livros o mais rápido possível. Como não amar?! Sua escrita é perfeita, detalhada na medida certa, rápida sem perder a elegância, simples sem ser simples.

Admito que não sei o que falar sobre o livro, ele me deixou sem palavras. Quando o terminei, fiquei uns bons cinco minutos olhando para o nada com os olhos meio arregalados e o coração batendo forte. Senti uma tristeza se acomodando dentro de mim por ter terminado o livro tão rapidamente, o que me surpreendeu, e também senti a curiosidade se apoderando da tristeza, pois o livro não disse exatamente o que aconteceu com Elizabeth e Darcy depois do casamento, ou, pelo menos, não o suficiente. Acho que essa foi à única coisa que eu não gostei no livro. Admito que eu esperava o número de filhos que tiveram, como eles eram e se tinham a inteligência de Elizabeth e a coragem de Darcy. Bobo, eu sei, mas esperava. Esperava muitas coisas, mas elas não aconteceram, porém, me contendo com o fato de poder imaginar livremente o que aconteceu.

16 comentários:

  1. é Um livro, que eu pretendo ler em breve, nem li muito a sua resenha, me desculpe, faço isso quando vou ler. Hehe

    Mas adorei seu cantinho!!

    Se quiser Me visita: Livros... Eu quero ler sempre

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Adorooo os livros da Jane Austen Orgulho e Preconceito é perfeitoo demais!!!
    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Sou completamente apaixonada por esse livro e pelo filme, são maravilhosos!!!
    Vi o endereço do seu blog no Skoob e dei uma passadinha pra conhecer, também tenho um blog, que está comemorando os primeiros 150 seguidores, e estou sorteando no domingo o livro Inverno de Cinzas, passa lá no blog pra dar uma olhadinha e participe do sorteio!!!
    Beijos
    http://coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ahahah Adorei a resenha! Louca para ler! *--*

    --Aninha

    http://blogamantesdelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá =) Obrigada pelo coment no blog e desculpe a demora pra vir responder aqui... E ah, agora que fui notar, é você que me mandou recado no Skoob falando da resenha de O Nome do Vento :D! *sonsa master*
    Bem, já solicitei ele pra Arqueiro e não cheguei ainda na metade, mas estou adorando, a escrita do Rothfuss é muito bonita e original, bem poética mas na medida certa. Difícil ver homens escrevendo assim.
    E sobre Orgulho e Preconceito, também foi o primeiro livro que li da Jane Austen e achei maravilhoso! Tipo, ele não tem essa fama à toa, é bom DE VERDADE <3 Depois dele fui ver o filme com a Keira-chata Knightley e aquele LINDO do Matthew Macfadyen de Mr. Darcy, e ganhei o box com a série da BBC de 1995 (com o Colin Firth como Mr. Darcy, simplesmente ÉPICO E IMBATIVELMENTE LINDO *_*). Achei as duas adaptações ótimas, em especial o filme, que mesmo sendo um, conseguiu ser bem fiel. Mas a série é melhor ainda, pois por ser mais longa, é ainda mais fiel e detalhada. Se você gostou do livro, recomendo o filme e ela mais ainda ^^
    Ps.: Mr. Darcy é o sonho de toda leitora, fala sério *O*
    Bisous!

    ResponderExcluir
  6. AH esqueci de falar, depois li outro livro da Jane, chamado Persuasão. Tem resenha dele no meu blog mas, sinceramente, passe longe! Ele é super chato, desnecessariamente descritivo e arrastado T_T Não sei se porque foi escrito perto da doença ou morte dela, mas é bem ruinzinho. Em compensação, tem outros elogiadíssimos, como Razão e Sensibilidade, e Emma, que pretendo ler :)

    ResponderExcluir
  7. Te indiquei pra uma tag, dá uma olhada lá! :)

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/
    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
  8. Oie! Espero que nao se importe, te indiquei pra uma TAG lá no blog:

    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/2013/05/tag-1-laco-de-incentivo-leitura.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha eu te incomodando de novo! Desculpa, eu tento nunca indicar o mesmo blog pra mais de uma pra nao ficar chato, mas esqueci que tinha de indicado ao laço! Se não se importar, também te indiquei para um selinho! Um beijo, e mil desculpas!

      Oi! Te indiquei pra um selinho lá no blog! Adoraria se você respondesse! Um beijo!

      http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/2013/05/selinho-1-one-lovely-blog-award.html

      Excluir
  9. Oii! Tem outra tag pra vc lá no blog:

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/2013/05/tag-e-selinho-14.html#more

    Espero que goste!
    Beeejo!

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Já li esse livro e adorei! Ele se tornou um dos meus preferidos.
    Adorei a resenha e o blog.
    Seguindo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Só li Mansfield Pak da Jane Austen. Não foi uma experiência espetacular, mas boa a ponto de me fazer desejar ler outras obras dela.
    Gostei de sua resenha!
    Seguindo.
    Bjs
    sete-viidas.blogspot.com
    @moniqueQuimbely

    ResponderExcluir
  12. Amo a Jane Austen e Orgulho e Preconceito é o meu preferido! Meu namorado me deu esse livro de presente, e acertou em cheio!!!
    Parabéns pela resenha!!!

    Beijos <3

    http://sonhandocomlivros.com

    ResponderExcluir
  13. Oii!
    Deixei mais um meme pra vc lá no blog!
    Espero que goste :)

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/2013/05/tag-e-selinho-16.html

    ResponderExcluir
  14. Oi! Adorei seu blog! Estou seguindo, claro.
    Beijos
    Isa
    http://www.verbosdiversos.com/

    ResponderExcluir
  15. Eu ainda não li, mas preciso ler urgente.. **O*

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir